sábado, 26 de maio de 2007

DEFICIÊNCIAS ( Mario Quintana )

"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

"Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.

"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.
"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.
"Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.
"Diabético" é quem não consegue ser doce.

"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.

E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois:
"Miseráveis" são todos que não conseguem falar com Deus.

"A amizade é um amor que nunca morre."

DEFICIÊNCIAS - Mario Quintana (escritor gaúcho nascido em 30/07/1906 e morto em 05/05/1994 .

11 comentários:

brendamayrca@yahoo.com.br disse...

Esse poema é muito emocionante.

Léa Ribeiro disse...

Deveríamos ler este poema pela manhã, todos os dias, até melhorarmos.

Léa Ribeiro disse...

Que tal a partir de hoje lermos este poema até nos tornarmos melhores?

ROGER disse...

Fascinante, adorei.

moral disse...

Muito bacana esse poema pois é uma lição de vida!!! Gostei muito

moral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
KOBE disse...

Não conhecia, mas a partir de hoje,fará parte do meu dia a dia.Amei,

Luiz Santos disse...

Eu ainda me lembro,dos olhares da pesso quando,lia num sarau no colégio este poema;muitas emoção.

Ronan Alves disse...

Maravilhoso!

Visite meu site, quem sabe trocamos figurinhas!

http://ronanalvescarvalho.wixsite.com/meusite

Renata Arantes Villela disse...

GOSTARIA DE ESCLARECER QUE ESTE POEMA É DE MINHA AUTORIA, CONFORME PODE SER CONFIRMADO NO REGISTRO DA BIBLIOTECA PÚBLICA NACIONAL

Alberto Ferreira disse...

Olá! Ia postar a correção mas vejo que a autora já o fez. Lamento profundamente mesmo que em vários casos haja boa intenção, que haja muita gente descuidada na hora de postar escritos, obras e trabalhos sem verificar a autoria.
Sem ser censor de ninguém sugiro bem mais cuidado no trato com a literatura, suas obras e seus autores como deve ser do mínimo bom senso e respeito intelectual e sugiro também um grande pedido de desculpas à autora.